LIGUE PARA GENTE

(51) 3273.3879 | (51) 3223.0608

É possível a conexão de mais de um equipamento a uma única saída 0-10V e, para tanto, os mesmos deverão ser instalados em paralelo. A quantidade máxima de equipamentos possíveis a serem instalados é limitada pela corrente total na saída 0-10V, que não deve ser superior a 2mA. Exemplo: Conexão simultânea de um indicador e um multiplexador, ambos com uma impedância de 50k ohms nas suas respectivas entradas, a uma saída 0-10V de um transdutor. Como a corrente resultante é de 0,4mA, inferior a 2mA, seria possível conectar mais equipamentos a mesma saída.

     É possível a conexão de mais de um equipamento a uma única saída 4-20mA e, para tanto, os mesmos deverão ser instalados em série. A quantidade máxima de equipamentos possíveis de serem instalados é limitada pela resistência total somada, que não deve ser superior a 500 ohms. Por exemplo: Conexão simultânea de um indicador e um multiplexador, ambos com uma impedância de 100 ohms nas suas respectivas entradas, a uma saída 4-20mA de um transdutor. Como a impedância resultante é de 200 ohms, inferior a 500 ohms, seria possível conectar mais equipamentos a mesma saída. Observação: Caso as distâncias entre os equipamentos forem grandes, considerar as resistências (impedâncias) dos condutores. Veja detalhes no vídeo abaixo.

A Secon está fornecendo um total de 700 detectores de tensão do modelo 1KVR2.4KV-220VAC para a Schneider Electric. Os mesmos serão empregados no monitoramento das redes aéreas de tração da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

A linha de transdutores de corrente AC janelados da Secon possuem saídas do tipo 0-5V, 0-10V, 0-20mA, 4-20mA e MODBUS e podem medir correntes de até 100A de forma direta; entretanto, os modelos com faixa de medida de 0-5A podem também trabalhar em conjunto com TCs (Transformadores de Corrente). Estes transdutores, por serem janelados, não proporcionarão um conexão elétrica com o TC e, dessa forma, terão menos pontos de mal contato. Além disso, terão também um isolamento galvânico ampliado. (mais…)

Equipamentos com saída de sinal na forma 4 a 20mA (ou também 0 a 20mA), por terem sua saídas em corrente, tendem a ser mais imunes a ruído elétrico e interferências externas. Este fato é explicado, pelo motivo de que ruídos elétricos, quase sempre (mas não sempre!), são sinais de baixa potência que podem ser atenuados através de cargas de baixa impedância.

Geralmente, entradas de equipamentos preparados para receberem sinais do tipo 4 a 20mA (ou 0 à 20mA) possuem uma impedância de entrada baixa, menor de 500Ω, sendo 250Ω um valor bastante comum, que ajuda a atenuar o ruído, resultando num sinal mais “limpo”. (mais…)

Como explicado no artigo “DICA PARA ESCOLHER A FAIXA DE MEDIÇÃO DOS EQUIPAMENTOS”, ao se especificar um equipamento, a melhor opção é escolher uma faixa de medida cujo fundo de escala seja igual ou ligeiramente superior ao valor máximo que possa aparecer no sistema. Isso garante um menor erro de leitura no sistema. (mais…)

Para a medição de um determinado parâmetro elétrico (por exemplo: tensão ou corrente elétrica), recomenda-se a utilização de um equipamento que tenha o seu fundo de escala ligeiramente acima ou igual à faixa de corrente máxima que se deseja medir. Esse cuidado na escolha do equipamento de medição faz com que se consiga uma melhor resolução na leitura do instrumento e, conseqüentemente, um menor erro de medida. Observação: Deve-se ter o cuidado de que o valor da medida também nunca ultrapasse o valor máximo medido pelo equipamento.

(mais…)